Homens cacheados e seus truques com os caracóis – PARTE 2

Engana-se quem acha que homens com cabelos cacheados e crespos não cuidam da cabeleira.

Muito pelo contrário: eles seguem rituais de cuidados, têm seus próprios macetes para preservar a saúde do fio e reclamam da dificuldade de encontrar produtos específicos voltados ao público masculino.

Confira a seguir a segunda parte de um super post sobre homens cacheados. Não deixe de ler a primeira parte clicando aqui.

Hidratação para TODO mundo!

Você acha mesmo que os meninos fogem das máscaras e das touquinhas metalizadas? Puro engano!

Para o assessor de imprensa Diogo Oliveira, quem tem cachos não pode fugir da hidratação. “Não consigo apenas lavar os cabelos com xampu e condicionador, sinto a necessidade de fazer uma hidratação mais profunda com alguma máscara.” E ele tem uma dica ótima: “Misturo amido de milho e óleo de oliva puro ao cosmético. Isso ajuda muito na definição do cacho!”

Foto 2
O segredo da definição dos cachos de Diogo está nas hidratações feitas com a mistura de máscara capilar, amido de milho e óleo de oliva puro – Foto: DIVULGAÇÃO

Quando os fios estão muito ressecados e danificados, Diogo não usa xampu faz uma técnica de limpeza hidratante só com o condicionador. “Divido o cabelo seco em quatro partes e aplico azeite de oliva puro e condicionador em seguida. Deixo no cabelo por algum tempo e enxáguo”, ensina.

 

Público carente

Uma das reclamações dos rapazes que têm cabelos espiralados é a falta de cosméticos destinados especificamente ao público masculino. “A indústria da beleza no Brasil demorou para perceber o mercado masculino e descobrir como se comunicar com ele de modo eficiente. São poucas as marcas com produtos ou campanhas específicas para homem”, reclama Aldine Paiva.

540971_4773339564209_454945724_n
Para Aldine, homens ainda são carentes de cosméticos específicos, ainda mais quando têm o cabelo cacheado ou crespo – Foto: Christian Parente

 

Outro ponto destacado por Diogo é que o apelo voltado ao público feminino é bem diferente da mensagem que os homens querem passar. “A mulher gosta de ser notada quando cuida dos cabelos, quando ele está com brilho e cheiroso. Já o homem não, ele quer que você pense que o cabelo dele é daquele jeito e que ele não faz nada para aquilo.” Além disso, o jornalista reclama que as fragrâncias de algumas marcas são muito fortes e o incomoda um pouco.

Apesar disso, cacheados e cacheadas têm uma insatisfação em comum: a dificuldade de encontrar cabeleireiros que saibam trabalhar com seus cabelos é gritante. “O problema é que muitos salões não sabem cuidar do crespo ou cacheado. Fora que muitos profissionais insistem para que o cliente faça um relaxamento”, reclama Diogo.

Aldine também aponta que encontrar alguém que entenda o seu cabelo é uma tarefa árdua. “As técnicas do liso não funcionam nos cachos, principalmente nos que são mais fechados e étnicos. Uma vez cortaram meu cabelo com navalha e o resultado ficou indecente. Levei cinco meses para corrigir o corte.”

 

Comentários

comentários